Samba de Dois Dedos Só

Padrão


Nossa banda de technobrega, que aliás só existe na minha cabeça.

Eu queria ser
Um tipo de compositor
Capaz de cantar nosso amor
Modesto
Um tipo de amor
Que é de mendigar cafuné
Que é pobre e às vezes nem é
Honesto

Cadê o tal gingado que mexe com a gente?
Coitado do meu samba mudou de repente
Influência do jazz

I’ve got no kicks against modern jazz,
Unless they try to play it too darn fast;
And change the beauty of the melody,
Until it sounds just like a symphony,

Um samba pro presidente da república brasileña ou Django Reinhardt — duas pessoas famosamente digitalmente deficientes — tocarem. Com um dedo de sobra, inclusive, para emergencias.

Composto dentro de cinco minutos, utilizando os acordes mais simples possíveis, é pra ser gravado pelos (ficticiosos) Zebu Cavaco and His Cur-Deus Homos. O pode ser pelo não muito famoso jazzista Felonious Thunk.

Aguardem o lancamento em todos os shoppings de Law Kin Chong.

Eu sempre tocava só hroquenró
Jazz é bem cabeça, dá muita dó
Mas ô meu samba de dois dedos sóóóóóóóó

pode ser tocado por
um puro impostor
andandando devagar
com o andor
com o maior despudor

amigos nossos acham constrangedor
todos me consideram pior profanador
eu batendo as cordas com as luvas de boxadooooor

mas isso aqui é o samba
de um puro amador
de quem toca só
por puro amor
à fina flor

Falta uma coisa para terminar.

Músicos ruins do mundo, unem-se.

Não há nada a perder senão seu tempo.