R.I.P. Gazeta

Padrão

Após passar o ano passado fazendo uma resumo diário de notícias pra inglês ver, eu estava curioso a saber o que surgia para substituir o bom e velho Gazeta Mercantil.

Podia ser, por exemplo, o bom e novo Brasil Económico, que

chegou com a promessa de ser uma alternativa de jornalismo de negócios diferenciada no setor[, conforme reportagem publicada na edição 251 da revista IMPRENSA, na seção “Impresso”?] Concorrente declarado do Valor Econômico, o novo veículo aposta em um lay-out inovador, com diagramação arrojada e formato mais compacto.

 

 

chegou com a promessa de ser uma alternativa de jornalismo de negócios diferenciada no setor, conforme reportagem publicada na edição 251 da revista IMPRENSA, na seção “Impresso”. Concorrente declarado do Valor Econômico, o novo veículo aposta em um lay-out inovador, com diagramação arrojada e formato mais compacto.

Aqui vemos o novo Valor abrindo as últimas notícias as sete da manhã e fechando-as às sete e meia, sem divulgar uma única notícia. Eu chamaria isso um pouco compacto demais.

A ausência de notícias é boa notícia? No news is good news?

Se a revista Business Week demite 400 e ninguem dá a notícia, o mercado de emprego continua forte e bom em Nova York?

Um comentário sobre “R.I.P. Gazeta

Os comentários estão desativados.