MIDias, Medios, Medos y Miedos: Factóides do Dia

Padrão

Carta ao Estado Azul

Blogblogs.Digital.Abril.Com.Br

Eu não soube: o agregador de blogs BLOGBLOGS.COM.BR é da Editora Abril (acima).

É uma autoria que não consta no site, nem como um © de rodapé.

Mais faz sentido: o agregador aparece em cada raio-X que fiz dos vários orgão do Instituto Millenium.

Aparece no Wiki de BlogBlogs que tanto BlogBlogs quanto Brasigo e outros são projetos de Abril Digital.

Parece utilizar o progama IPWiki — interface entre MediaWiki e Invision Powerboard. Ainda não traduziram a interface para português, apesar de ser disponível uma traduçaõ para MediaWiki.

Brasigo não está disponível no momento.

Parece ser hospedado fora da jurisdição brasileira.

JOYENT.US é outro domínio cadastrado com a GODADDY.COM.

Trata-se de uma consultoria de «cloud computing».

Talvez isso explica porque, quando mandei meu mensageiro apanhar o site, ele não voltou.

Deixou seu coração em San Franciso (acima), ou melhor, em Sausalito.

Tantas vezes alugamos bicicletas em San Franciso, atravessamos a ponte Golden Gate, e voltamos na balsa Sausalito-Embarcadeiro na hora do pôr-de-sol. Dá até para andar de bicleta até o Bosque de Muir, para ver os sequoia sempervivens gigantescas e milenares. Bacaníssimo!

Entretanto, os sites do Abril Digital parecem morar no LibreCommons:

Essa licença declara que sua obra pertence ao reino dos deuses, onde, num momento de esclarecimento e abertura heideggeriano, contribuirá para um estado permanente de exceção, rechazando a lei do estado e conceitos liberais do estado-nação.

Não consigo baixar o site utilizando o Chrome, mais o wiki consigo acessar.

Tenho que abrir Ephipany, com base no Mozilla, para ver o site.

Mais uma curiosidade.

MemeMemes.com.br

Novos memes anti-continuismo. Somados, eles seguem  à pé da letra o roteiro daquela velha campanha de marketing de IBM: O modelo FUD.

  1. Fear, uncertainty and doubt
  2. Medo, incerteza e dúvidas.

A expressão mais compacta dessa noção e o trocadilho em espanhol

  1. medio-miedo

Quer dizer, MIDía, ou «mídia de medo».

Começamos com ultraje ao rigor sobre comentários que a candidata de continuismo diz não ter feito.

Gastei bastante tempo tentando achar o texto integral, uma vez que, como é de praxe, as repercussões dão trechos selectivos dos trechos selecionados por quem fez a repercussão anterior da repercussão anterior a ela, e vão diminuindo no sentido da zona do jornalismo sem-aspas.

Em fim, foi ao site do PT.

Parece que podia ter sido atacado.

«Aviso: Esse site pode por em risco a segurança da sua máquina!»

O site está fora do ar no momento.

Enquanto o PT não pode fazer uso da sua máquina todo-poderosa de comunicação social, vêm os memes, em cadeia nacional.

O continuismo avalia-se de ilusionismo

E a aliança de mudança não usa?

Kassab and L'il Kassab, 2006 mayoral campaign

É uma continuação do meme:

Somos realmente choqueados pelo uso anti-ético de marketing político da campanha opositora!

Próximo meme, do sempre incoerente César Maia, numa entrevista com a BBC Brasil que cita ele como precandidato ao Senado — omitindo a pesquisa que mostra ele com 5% das intenções:

Oposição confusa! Dilma pode trazer instabilidade! Serra no primeiro turno!

Próximo, um pronunciamento de Aécio Neves:

A relação da Dilma com o PTé uma incógnita

Esta é uma versão menos ácida, com tom de ponderação puramente analítica, do meme

Dilma, a neopetista

Próximo, do pre-candidato, ex-governador e ex-prefeito José Serra:

Escândaloso, o uso da máquina pública para fins eleitorais!

A afirmação não é um factóide total, uma vez que, no Brazil, todos os governos e autarquias e tudo mais fazem propaganda perante a população, paga pelo contribuinte.

Eu,  gringo que sou, acho isso absolutamente escândaloso.

Pessoas já pegaram cadeia fazendo a mesma coisa nos EUA, contra legislação que vem de 1951.

No Brasil, é uma virtude democrática.

Mas que o uso da máquina por uma facção partidária pudesse ser mais escândaloso do da outra, tenho minhas dúvidas.