Despreze Ninguém: Como Fazer uma Campanha Positiva

Padrão

Rogério Faria Tavares, escrevendo no Observatório da Imprensa, oferece princípios básicos para poder peneirar o trigo da joia. Por exemplo:

Despreze as matérias anônimas. Combata as denúncias sem assinatura e as notícias que circulam sem autoria conhecida e confirmada. Certamente são peças fabricadas por candidatos e partidos ou por militantes de má-fé. Atualmente, existem até empresas especializadas nas técnicas da calúnia, da injúria e da difamação, sobretudo pela internet … algumas delas, contratadas para fazer a campanha eleitoral que se aproxima, já estão em plena atividade.

Um serviço maior, porém, teria sido dar nomes aos bois, em vez de nos deixar em medo, incerteza, e dúvidas.

Quais empresas especializam em calúnia, injúria e difamção, além dos óbvios exemplos — a Editora Abril, por exemplo?

Acho póssivel saber, fazendo uma engenharia analítica dos mecanismos dessas campanhas. Qualquer um com Internet podia fazer a mesma coisa. É relativamente simples.

Veja, por exemplo,

Sobre a origem de uma campanha de calúnia que dá nomes aos bois, veja