Bloglolândia: Núcleo de Propaganda Clandestina?

Padrão

Nota metodológica: Pensando bem, acho melhor aguardar a divulgação final da Blogolânida, uma vez que se eu conseguisse praticar o entrismo, outros podiam fazer a mesma coisa, contra a proibição expressa aos site de autopromoção — «meu portfolio de bugigangas em Flash» — por exemplo. –23 abril 2010.

O Clube de Criação de São Paulo (Portal Terra) está criando Blogolândia — uma rede de blogs maneiros de jornalismo-cidadão sobre a indústria de propaganda, aberta às indicaçãoes de comentaristas covardes-anônimos.

O primeiro exemplo de um site indicado, que eu escolhi mais ou menos à toa — «este tem cara de ser» pensei entre meus botões — tem patrocínio oficial de Ford.

Ford — entre outras marcas de vehículo — parece ser cliente de P&M Publicidade, representado na diretoria de ética do Conselho Superior do IVC.

Tem algo exdrúxulo nesses resultados de pesquisa que ainda não sei direto explicar.

Sócio da agência P&M é diretor-executivo do Clube de Criação.

Parece possível, portanto, o Blogolândia ser uma campanha clandestina para clientes de Dos Reis e outras agências.

Em qualquer caso, é facil praticar entrismo trotskista nos comentários.

Eu, por exemplo, descolei meu grande amigo Ándrea Guerra Casco de Náu — André + «war» + «hull», está caindo na brincadeira agora? — leitor assíduo desse blog, para recomendá-lo para inclusão em Blogolândia.

Comentário aceito. Talvez eu consigo novos leitores por aparecer nos comentários do Clube, aumentando minha renda de GoogleAds de R$0 para R$0.

Tarefa de Casa

Uma boa tarefa de hoje, portanto, será testar a hipótese de Blogolândia ser um núcleo de propaganda clandestina.

O projeto lembra aquilo de Andrea de Moraes de Oncovô Propaganda com sua blogosfera de Goiás — alto teor de propaganda clandestina lá também.

Vamos trabalhar com um amostra de, sei lá, sete sites com domínio .COM da lista.

  1. BRAINSTORM9.COM.BR
  2. B2MKTUNIVERSITARIO.COM.BR (B2AGENCIA.COM.BR)
  3. GNUNES.NET
  4. CARGADETRABALHOBOA.NET
  5. PSVSITE.COM (dos SEMVERGONHANAUTAS)
  6. jbpublicom.blog.terra.com.br
  7. OQUEINSPIRA.COM

Agora, vou fazer o trabalho de pá e picareta. Resultados de tarde, se der tempo.

WHOIS BRAINSTORM9.COM.BR?

O responsável pelo site é Pedro Eugenio Martins Toledo Piza, listado na rede social Via6 como diretor de marketing,sem identificação da agência. Cadastrei-me como Andrea Guerra Casco de Nau para poder ver seu currículo. Não consta um currículo naquela página. Escrevi para ele dizendo que eu queria fazer uma campanha guerrilha para um cliente e quis saber dos preços de vários pacotes.

O responsável pelo NIC do domínio e Cris Dias, blogueiro da velha guarda.

Cris também consta como autor do site Brainstorm9.

O blog de Cris Dias repercute uma piada sobre o iPad provindo de outro site de marketing viral. Dentro de ecosistema do blog, vários sites de entusiastas de Mac e iTunes. O site hoje em dia é cadastrado com GODADDY.COM.

Como no caso do site do DEM-PFL, meu mensageiro some em Houston em um servidor de THEPLANET.COM.

E a «ecologia digital» do site?

Parece que o site Brainstorm9 serve de canal pelo conteúdo sindicado de GawkerMedia e Gizmodo.

Uma matéria no site defende o Gawker de quem chama-o de mentiroso.

A Gawker Media, dona de blogs blockbusters como Gizmodo, Kotaku, Lifehacker, Deadspin, entre outros, lançou um vídeo promocional para mostrar o quanto são legais e porque os anunciantes devem gastar sua verba com eles.

O promo reel está causando polêmica, já que reacende a velha e boba discussão da velha contra nova mídia. Pegaram trechos de programas de TV em que o conteúdo da Gawker é citado, além de cenas clássicas como articulistas da Fox e outros jornalistas dizendo que blogs são maléficos, mentirosos, jornalismo desonesto, entre outras críticas, e juntaram com depoimentos de leitores.

A despeito do conteúdo, é uma maneira clássica de se vender, e gostei do vídeo. A conclusão final é de arrepiar. Milagres da edição.

Terei que voltar e ler sobre a suposta «polemica». Interessante que só menciona-se a ínfame rede Fox entre os céticos quanto o moral e a ética de um vehículo de jornalismo contralado por uma agência de propaganda que promove clientes no vehículo.

Veja

Tenho uma política nesses casos: Não acreditar em nada divulgada pela redação-publicitára até ser comprovada a confiabilidade da informação. Aplica-se também ao Consultor Jurídico, por exemplo, e Tognolli.com.

Outro ponto de vista sobre a rede de Brainstorm mostra tanto as ligações com Gawker quanto as com Mac Magazine, Samsung, o History Channel, e uma agência de marketing em redes sociais, SOCIALMX.COM.

Este último lista um único cliente, Duet Tech, este se dizendo um parceiro preferido de Hewlett-Packard.

(Um sócio fundador dessa empresa foi um dos arquitetos do golpe de estado que derrubou Allende, eu estava lendo em Moniz Bandeira. Hoje em dia, HP é uma das empresas que mais financia a formação de Jornalistas 2.0.)

O Brainstorm9 tem alguns 2.400 sites referindo-se a ele:

Aperece em vários lugares a agência The Form Group, de Shaker Heights, Ohio, EUA, especializada em campanhas móveis na plataforma iPhone.

Gizmodo-Matiz conta com várias franquias internacionais agora, inclusive Gizmodo Brasil.

Enquanto Cris Dias e outro blogueiro contam como autores do site, outras três pessoas são identificadas sob a cabeçada de «pessoas»

Adriana consta no Facebook como fã da comunidade Brainstorm9 e vários produtos comerciais.

Plínio Medeiros achamos no Twitter e o site MeAdiciona, que agrega suas várias identidades virtuais.

O blog dele, Tecnocrata Digital, também tem conta própria de Twitter.

Mesmo autor, diversos personagens virtuais.

Me parece que na rede de Cris Dias também tem múltiplas contas de Twitter associados com poucos nomes. Levanta uma hipótese bem provável de um bloco de «blocos de eu sozinho».

Em fim, Brainstrom9 tem tudo para ser uma máquina de propaganda clandestina.

  1. Como laranja e portavoz, uma conhecida personalidade, Cris Dias
  2. A reprodução de várias mensagens provindos de outras fontes (GawkerMedia)
  3. A multiplicação dessas mensagens em todos os canais da rede social disponíveis, inclusive nos blogs de outro indivíduos conhecidos (Edney de Souza, Inagaki de Pensar Enloquece, por meio de «blogola»)
  4. A autohagiografia mútua entre pessoas e agências aparentemente independentes.

Se bem que os outros sites indicado «democraticamente» para inclusão na Blogolândia do CCSP são do mesmo tipo — e são, eu divulgo os estudos de caso daqui a pouco — podemos acresentar que o Brainstorm9 também é parte de uma rede planejada mas disfarçada de uma pesquisa aberta e «espontânea».

Estou careca de saber se meu entrismo surtirá efeito.

Anúncios

Um comentário sobre “Bloglolândia: Núcleo de Propaganda Clandestina?

  1. Rosalia Munhoz

    Agora minha dor de cabeça ficou grande.
    Vou ler a matéria da Carta Capital sobre o jogo sujo na rede para ver se passa.

Os comentários estão desativados.