Endireitando: Identificando os Propagandistas do Millenium

Padrão

Um robô meu — eu durmi ontem anoite deixando cinco deles trabalhando o plantão de «olhos vermelhos» — voltou com o relátorio acima sobre o site endireitabrasil.com.br, um «movimento» de covardanônimos e reportajabagandistas.

A degradação política e moral por que passa o País decorre, dentre outras causas, da omissão daqueles que, ocupando posições de destaque no setor privado da sociedade, furtam-se em assumir o papel que lhes caberia na defesa do interesse coletivo, através do desempenho de funções e cargos públicos, eletivos ou não.

O movimento reclama a autoria da campanha «Dia de Vaia»

Cerca de 10 mil pessoas participaram do protesto intitulado “Passeata da Grande Vaia – Fora Lula” em São Paulo, segundo informações da Polícia Militar de São Paulo para a Jovem Pan.

A rádio faz parte do melhor conteúdo no Portal do — «all in all you’re just another brick in the» — UOL.

Dono da rádio: Antônio Augusto Amaral de Carvalho.

Este foi premiado no ano passado pela Associação Paulista dos Críticos de Artes. Patrocínio:

A única fonte citada pela «Wikipédia do PT» na biografia do homem: Rádio Jovem Pan. Eu, hein?

Eu Inovei!

Eu inovei um novo método de pré-processamento de dados para poder fazer a ontologia da flora e fauna desta «ecologia digital» — até tendo ferramentas para automatizar o processo, mas ainda sem saber empregá-las direto.

O Movimento Endireita Brasil é um mero clone da «ecologia digital» do Insituto Millenium, orquestrado por três «insitutos de pesquisa» estadounidenses:

  1. Heritage
  2. Atlas
  3. Cato

Como já mencionei, tem participação de vários partidos políticos da América Latina — por meio da rede RELIAL — e também partidos de Europa, Japão — 民主党, o partido tradicionalmente hegemônico mais agora na oposição a um partido implementando uma Bolsa-Família — Canadá, Australia, e México.

A presença da OPM — gabinete de recursos humanos da burocracia permanente — é o reflexo da estratégia de entrismo do movimento neoconservador. Se não pode-se tomar conta do governo, tome conta do Estado permanente.

Nota bene, gringo: A exportação de JPG em GUESS é uma porcaria.

Melhor captar a tela e salvar no formato PNG.

A presença do Mexico Business Forum e o Partido dela Alianza Nacional nos convida a uma revisão da história cabeluda das eleições de 2006 no México — quando Televisa fez o presidente dela por meio da mãe de todos os esquemas plim-plim. O presidente da rede mexicana e vice do Endeavor International, que tem parceria de marketing político com a Globo nesse ano eleitoral.

Os Pistoleiros de Aluguel

Mais o resultado mais importante para mim foi poder separar as agências de propaganda associadas com este clone do movimento milionário-milenar.

Aqui chegamos mais perto ao comando central da nossa MOSCOU — «mídia orquestrada pela sociedade civil de oligopólios unidos». A coisa funciona assim:

  1. Institutos de pesquisa alimentam
  2. uma lavandaria de conteúdo por meio de
  3. um arquipélago de câmaras de eco proprietários, composta de
  4. samizdat eletrônico e
  5. mídia eletrônica tradicional pela disseminação de
  6. factóides e indoutrinação ideológico nos moldes de
  7. «o meio é a massagem» (McLuhan) e
  8. a memeologia de Faith Popcorn

Institutos de pesquisas e campanhas publicitárias:

A MIDia — em espanhol, «el médio-miedo» — do Millenium:

Basicamente, é

  1. Globo
  2. Terra/Jornal do Brasil
  3. Folha-UOL
  4. Abril
  5. Veja
  6. Veja Online
  7. Assine Veja
  8. Blog: Eu adoro a Veja!!!!! (por uma estagiária da Veja)
  9. Anuncie com Veja
  10. Also Sprach Mainardi
  11. O veículo oficial de uma entidade de classe comercial que tem o prefeito de São Paulo como vice-presidente
  12. Sun Myung Moon (Washington Times, UPI)

O submundo de samizdat, com um grau talvez não muito surprendente de entrecruzamento com os «médio-miedos»:

Rodrigo Constantino, por exemplo, além de filhote daQUELA familia Constantino, é um conselheiro fiscal do Instituto Millenium.

Tem pós-graduado de alguma faculdade ianque no Objetivismo de Ayn Rand — o que dever ser algo parecido com a diploma em «thinkology» — «pensamentologia»? — recebida pelo Espantalho no Magus Mirabilis in Oz.

O mais importante, no entanto, e começar trabalhando na identificação dos profissionais orquestrando tudo isso. Assim, saimos do terreno da suposta teoria de conspiração e entramos na terra de doutrinas concretas e identificaveis de propaganda na prática, tal como são ensinadas nas melhores faculdades de gestão e detalhadas em inúmeros textos académicos.

Nossa missão, segundo o bom coronel francês, é identificar o comando central.

Já notamos, por exemplo, que a Paramount Communication tem a Fundação Heritage como cliente.

Ausente no relatório minoritário do meu robô, mas presente em vários outros lugares é Harris Interactive, que tem como subsidiária a empresa do consultor político de Reagan.

Esta, em torno, tem como clientes tanto Atlas quanto  General Electric, que financiam o YouthActionNet na Universidade Anhembi Morumbi, que recebe do Estado e a Prefeitura ….

Agências Endireitadoras sob os Holofotes

Considerem a clientela de Limelight Networks — LLNWD.NET — por exemplo:

Quem é dono da MTV no Brasil?

Na Itália, o SAIDMADE.COM é uma agência de marketing social com clientes como

  1. Partito Democratica (fundado 2007)
  2. Apple Computers
  3. WordPress
  4. Pearson Paravia Bruno Mondador

Pearson é o grupo que edita o Financial Times, e mantem uma parceria de alto perfil com Harris Interactive (NYSE:HPOL).

O VisuaLatin representa tanto RELIAL quanto o Instituto Friederich Naumann — patrocinadores do Instituto Millenium — além de políticos argentinos.

Minha Solução foi comprado pela agência Ativata, e representa, entre outros clientes, o Instituto Ludwig Mises no Brasil, patrocinador do Instituto Millenium

LI Studios e uma produtora de Arlington, estado de Virgínia, que oferece filmagem de eventos, treinamento de mídia, vídeo na rede, e campanhas de advogacia.

Cliente: Center for Freedom and Prosperity, mais um «think tank» nos moldes da rede Atlas — uma caixa postal em Alexandria, estado de Virgínia.

Outra campanha montada pela empresa foi o Direito de Trabalhar — «contra sindicalismo compulsório»

Faz parte da campanha de lobby de desde sempre para tirar o sigilo do voto em eleições para ratificar um sindicato — grande objetivo da ®evolução ®eagan.

O Informa Group faz treinamento para vários setores, inclusive treinamento sobre gestão de portais na rede para a Agência Estado, oferecido pela marca IIR GestãoMaster. Forma parte do grupo IBC do Brasil Ltda. A sigla quer dizer International Business Communications. Segundo o projeto SourceWatch,

International Business Communications (IBC), a corporate name which currently occurs frequently throughout the world, was a front used during the era of the Iran-Contra illegal activities in Nicaragua (1984-86) and in El Salvador (1984

«IBC, que ocorre com frequência como nome de empresas no mundo inteiro, foi uma fachada utilizada durante a operação Irã-Contra para atividades ilícitas em Nicaragua e El Salvador.»

Esta IBC do passado recebeu dinheiro da National Security Agency e repassou pelo grupo de Otto Reich, chefe de Diplomacia Pública no Departmento de Estado na época que depois detalhou o esquema ao Congresso

Movimentos de juventude foram utlizados como fachadas do governo paralelo criminoso (acima).

O 3YZ é uma agência digital com o Grupo RBS como cliente.

Se eu fosse eles, eu aconselhava o pessoal de Alphaville que o Alphaville original, de Jean Luc Godard, foi uma DISTOPIA. O desenho de marcas não pode menosprezar fatos culturais tão gritantes.

Outros clientes incluem a Prefeitura de  Porto Alegre, o Grupo M, o Instituto Millenium, e o Forúm da Liberdade.

O MP-RS também consta na ecologia digital de nosso clone do Millenium.

Se não me engane, o «movimento» Ministério Público Democrático — acima, com direito a artigo na Folha de S. Pedro — é hospedado lá na terra da cuia e bombachas.

MPD.org.br

Veja também

Entre os serviços em oferta, o monitoreamento de mídia social.

Oi, pessoal! Como está o tempo lá em Gaúcholândia?

O será que meu leitor more em Syndey, sede da empresa?

Deveriam ter sido estes palhaços que me plagiaram.

«Manutenção evolutiva». Eu gostaria de receber por este trabalho — com carteira assinada, para variar.

Escrevendo um blog, para mim, é mais o menos isso. No fim do projeto, você baixa o base de dados e tem um Base de Conhecimento de todo que você vinha anotando.

Às vezes até penso em montar um novo blog — O Observatório de Reportajabagandas Bicontintentais do U.S.. (ORBUS).

Eu estava mais feliz quando meu blog em português foi reservado para cordeis do gringo doido sobre os gatos.

O cordel é tão bonito
É a pura poesia.
Se souber da velha trova
Traz tamanha alegria.
Lembra antiga cortesia
E mestre de clerecia
E noticías de hoje em dia,
Que foi velho se renova.

Eu até compus um ensaio, «Homenagem à Preguiça», como manifesto literário, mais perdi o texto.

Basicamente foi uma elaboração do provérbio da Foca Louca, minha mulhê, na ocasião do Turmê de Brooklyn — 50 km de bicicletagem:

Devagar mais sempre

Volto logo — hoje só amanhã — com mais resultados robóticos.