As Pontes de Paraguay: Entre WPP e a eAgora

Padrão


Sigo hoje com os trabalhos começados em IAB e IAB Brasil: Dados Comparativos.

O que quero produzir hoje é uma lista que responde às perguntas que seguem:

  1. Quais os pontos de contato entre agências de propaganda do Interactive Advertising Bureau é sua subsídiaria brasileira?
  2. Quais os pontos de contato entre essas agências e o movimento digital anti-continuismo?

Lista preliminária:

  1. IAB-Brasil
  2. Wunderman
  3. WPP
  4. Young & Rubicam
  5. MarketData.com.br
  6. Master.com.br
  7. Mast3er.com.br
  8. Dozen eAgora Publicidade Prod Artisticas Ltda
  9. Silicom Planejamento Tec. e Informatica Ltda
  10. PressKit.com.br
  11. eAgora.com.br
  12. eAgora.org.br

Ora, naõ é por ocaso que as mesmas multinacionais representadas na diretoria da IAB são representada pela IAB Brasil.

Veja também

A agência Wurthman, do IAB-Brasil, por exemplo, representa os «maiores clientes da WPP» — este dono de Simulmedia, que em torno desenvolve estratégias convergentes para ABC (Disney), NBC (NBC-Universal) e CBS (National Amusements), a santa trindade da TV estadounidense.

A esquema é espelhado em Brasil — com variantes locais como Buscape e MercadoLivre-Libre, na diretoria da qual consta a filha do candidato do anti-continuismo.

WPP@Twitter

Estou achando Twitter uma ótima fonte de dados sobre essas redes, porque essas agências chamam todo mundo para formar núcleos de tuiteiros ligados a eles.

Por exemplo, mandou o robô navegar os seguidores de WPP@Twitter até cruzar com um brasileiro.

Trata-se de Luciano Pacheco de 4PCORPORATE.

Consigo driblar o leão de chácara robôtico para acessar os seguidos por Luciano.

Luciano gosta de GENTEQUEMENTE, uma campanha assinada embaixo pelo partido sub-reptícia do Brasil. Veja também

É bem verdade que uma lista de seguidos nem sempre é um reflexo direto da rede social da pessoa. Meu «blogroll» aqui, por exemplo — minha lista de blogs — é um jardim descuidado ao ponto de voltar a ser mata atlântica. (A lista no New Market Machines continua bem escolhido, segundo o assunto do blog, que era outro.)

Mas criando nodos densos de interligações é, sim, parte da estratégia do marketing em rede.

Uma boa tarefa para meu bom robô Trystero, então, seria cruzar os seguidos por Pacheco e os seguidores de Gente Que Mente.

Mas primeiro, precisamos observar a posição estratégica de Young & Rubicam dentro do grupo WPP. A estrutura virtual do grupo fornece um modelo para entender o mundo estranho de Eduardo Graeff von Led Zeppelin.

E Wurthman e Y&R são duas rede dentro da rede WPP presente na IAB Brasil

Geração YR

O site de YR Brasil fica hospedado por um grande fazenda de marcas digitais globais mantida pela matriz no servidor YR.COM.

Um sinal de teste desmente, embora. O site é tão brasileiro quão futebol, churrasco, cerveja Itaipava — e guaraná Kuat.

Como explicar o fato? Porque a fazenda de marcas digitas é nebulosa — quer dizer, mora numa nuvem de servidores virtuais. O modelo de marketing utilizado caracteriza-se por

  1. Servidores dentro de servidores dentro de servidores,
  2. Redes dentro de redes dentro de redes, e
  3. Agências terceirizadas por agências terceirizadas por agências terceirizadas

Y&R administra …

  1. CMTTW.COM
  2. CSCPROTECTBRANDS.COM
  3. CORPORATEDOMAINS.COM

Y&R Brasil mora nesta fazenda.

PSMTP.COM = Google.

Todos os elementos deste rede — cadastro, hospedagem, gestão, distribuição — são da Y&R, por meio de «shell corporations» — camadas de organização supérfluas ao funcionamento mas parte da esquema de privacidade e segurança.

eAgora: E Agora?

eAgora, de nosso cibertucano Eduardo Graff, vive no mesmo tipo de «ecologia digital».

Um fato interessante, por exemplo, é que várias empresas tem sites hospedados no servidor de EAGORA.ORG.BR, que redireciona o navegador a uma humilde comunidade de NING.

Fenac, aquele sonho de consumo e distrbuidora de cultura e tecnologia do Primeiro Mundo, com preços adequados a rendas do mesmo:

Fonte de este e dados parecidos: ROBTEX.COM.

eAgora ponto org se diz morar da LocaWeb.

Nesse caso é verdade.

eAgora ponto COM, porém, mora em servidores «delegados» ao PISK1.

PISK1 é uma de uma nuvem de empresas do grupo eAgora, que inclui

  1. Dozen
  2. Silicom
  3. outras, fazendo lista

Então, NS1 e NS2.EAGORA.COM são hospedados por PISK1 — que em torno é hospedado por NS[1,2]EAGORA.COM.BR.

Hospedados em PLESK são vários ditos clientes e parceiros de Dozen eAgora Propaganda.

Próximos Passos

( … processando … )