Nota Técnica: SocNetV e a Rede do Futuro

Padrão

SocNetV é uma ferramenta de análise de redes sociais que promete ser maravilhosa, embora estar ainda em desenvolvimento.

Alguém me escreveu sugerindo um tutorial sobre o uso da SocNetV. Boa ideia. Só que, amigos e amigas, tenho uma confissão: ainda não consegui fazer nada de utilidade alguma com ela.

Ontem, por exemplo, resolvi fazer uma experiência. Fiquei interessado em um projeto chamado INTERNETDOFUTURO.COM.BR, também conhecido como INTERNETOFTHEFUTURE.COM.BR.

É uma campanha da a entidade de classe ABRANET, que trabalha de perto com o gestor de domínios .BR, NIC.BR, por sua vez representado pel agência S2, do grupo Public Relations Global Network, que também representa o Instituto Empreendedor Endeavor.. Já ouvi falar de outras campanhas PONTOCOM e PONTOORG com esse nome, sem o BR.

Então, mandei o «crawler» — programa que visita um site e segue todos os enlaços contidos nele, e os enlaços contidos nas páginas referidas, e .. — de SocNetV fazer um relatório.

Essa função da programa é dificil, por não permitir ao usuário saber do progresso do «crawl», e por não poder saber da configuração do processo ou parar o processo em determinado ponto. O jeito de explicar o parâmetro «depth» (fondura) no manual não faz sentido.

Você fica aguardando um resultado sem saber se o processo está congelado, já terminou, ou ainda terá mais resultados. Eu não entendo como funcionam os dois parámetors «fundura» e «máximo número de nós».

Não comportam-se como variáveis parecidos em outros programas. Falta documentção ainda.

Então é so mexer com os parâmetros para ver o que se der.

Basicamente, sem poder direcionar a exploração da rede sob estudo, com filtros e tal, não passa aindza de um brinquedo. Mas tem possibilidades. Me acompanhe numa viagema pela rede do futuro.

Começando.

Compliando-se.

Pode interagir como cada nó — a linha no fundo da janela, à esquerda — sabendo o URL dele e dados sobre o grau de relacionamento com outros nós.

Quanto mais dados recolhido, quanto mais recursos do sistema são precisos, pelo menos na minha máquina.

Sofre panes com montantes de dados parecidos.

Mas eu preciso deixar o processo rodar até identificar os enlaços recíprocos.

Algo útil, porém, e poder exportar a diagrama como model XML — GraphML, para se preciso.

Vamos ver o que outra ferramenta de análise pode fazer com os dados.

Gephi é outro projeto ainda em andamento, feito encima de Eclipse.

Assino as atualizações porque promete ser superbacana quando o desenvolvimento terminar.

Abaixo, um representação da rede explorada. Vermelho são elementos relacionados com ABRANET, patrocinador do site. Verdes são sites no ambiente de ICANN.ORG, entidade internacional de governança do Internet.

Grisalho: Sites dentro de NIC.BR, responsável pelo domínio .BR.

Legal, hein? Ainda falta-lhe a bugiganga ferramentas de pré-processamento. Eu gostaria poder mostrar os domínios, filtrando os nomes de arquivos e subdomínios.

Posso tentar as ferramentas de pré-processamento do Network Workbench.

Não, não lida com «parallel edges» — acho que isso quer dizer enlaços recíprocos.

Sei lá. Continuo mexendo com essas coisas. O editor de diagramas de Gephi é uma maravilha. Permite manipular com facilidade os dados apresentados em forma visual dinámica. Mas se consigo mostrar ligaçãoes significativas com ela, sei lá. Estou aprendendo fazendo, e me formei em poesia. Tudo depende dos dados diagramados, e para recolher dados mai úteis, preciso aprender mais sobre o uso de filtros durante a colheita.

Em fim: Não sei muito bem o quê estou fazendo, mais estou me divertindo. Um dia terei algo útil a dizer. Talvez.