O Guerrilheiro Guevara e Seus Legiões-Fantasmas

Padrão

Admirável indivíduo novo identificado no fluxo de dados por um método que eu documentarei em seguida, em nota própria: Oscar Morales Guevara, Visiting Fellow | George W. Bush Institute.

O ONG-OSCIP e instituto de pesquisa — «think tak» — do ex-presidente dos EUA está se organizando.

Entre as primeiras bolsas — «fellowships» — distribuidas por ela foi a cadeira de Liberdade Humana, entregue ao colombiano Oscar Morales Guevara.

Guevara é uma figura interessante por ter sido, segundo a sua biografia oficial, o idealizador de dois movimentos em rede já analisados nessas notas de caderno de laboratório:

  1. AYM — Alliance of Youth Movements
  2. One Million Voices Against the FARC

Hoje, porém, diferentemente do que fica escrito na biografia do homem, trata-se da Aliança para — «for» — Movimentos de Juventude em vez do original de — «of» Movimentos de Juventude.

Sendo que nenhum movimento espontâneo preexistente de juventudes algumas faz parte da aliança, segundo um análise dos palestrantes e cadastrados em várias «cimeiras» do movimento movimentarista.

Os congressos são loteados com profissionais de marketing expecializados nessa categoria demográfica de consumidor.

Vimos também como esta associação guarda-chuva financia o Youth Action Net, em pareceria com o governo estadounidense e doadores do setor privado — principalmente a Fundação General Electric, liderado por um ex-ministro de um governo passado, e Sylan Laureate, o multinacional de educação dono da Faculdade de Anhembi-Morumbi.

E vimos como a YAN financia projetos — blogs, principalmente, sobre iniciativas culturais e educativas de economia mista  — no Brasil, em parceria com a Anhembi e parcialmente financiados pelos governos municipal e estadual de São Paulo.

Da milhão de vozes, entretanto, vimos que esse exemplo de movimentarianismo foi uma parceria entre UnoAmerica — tocado pelo nebuloso Alejandro Peña Recluso e parceiro de Instituto Millenium do Brasil — e La Fundación Un Millón de Voces.

Como observei na época, sobre o site do movimento:

O sinal some em Miami, num servidor cadastrado com GoDaddy e dirigindo o sinal  WHOIS a uma nébula de outros servidores, a não falar em servidores virtuais hospedados por outros servidores, formando um beco sem saída em formato de ourobouros.

Portanto, achei que tinha mal cheiro de infoguerra de Tio Sam.

Mas como confirmar o palpite?

De um release do movimento:

El pasado 12 de Noviembre, ante un auditorio lleno de importantes personalidades reunidas en la Southern Methodist University (SMU) de Dallas, Texas, el ex Presidente de los Estados Unidos George W. Bush anunció el nombramiento del colombiano Oscar Morales Guevara como su primer becario para integrar y liderar el programa de “Libertad Humana” del recién formado Instituto George W. Bush, que a su vez hace parte del George Bush Presidential Center inaugurado en la ciudad de Dallas.

Estou observando, nos dados recolhidos pelo WIRE, uma certa correlação entre as autoridades do estilo neocon em português e laços citando esta biblioteca presidencial — que diferentemente de outras, antes de Clinton, é um .ORG e não um .GOV, apesar da agência federal de gestão de documentos ser o responsável, por lei.

Houve um mal escândalo quando o Governador Bush de Texas, saindo para assumir a presidência, tentou esconder seus documentos oficiais no arquivo presidencial do seu pai. Ao final, a arquivista do estado ganhou a causa e os documentos tem que ser entregues ao poder público estadual.

Oscar Morales Guevara fue el creador de la iniciativa Facebook “Un Millón de Voces contra las FARC”, desde donde se organizó la histórica manifestación mundial contra las FARC del pasado 4 de Febrero de 2008, la que ha sido considerada, en palabras de la actual Secretaria de Estado Hillary Clinton, “la demostración antiterrorista mas grande en la historia del mundo”.

Foi? A inciativa de Facebook teve apoio de Google, YouTube, MTV, AT&T é o Departamento de Estado do governo federal americano.

A pessoa responsável pela diplomacia pública deste último hoje é a antiga presidente do Discovery Channel e arquiteta jurídica da expansão mundial de MTV. Repito isso muito. Acho significativo.

Na continuação, anuncia um congresso em apoio a ciberdissidentes a ser organizado pelo Instituto Dubíú e Morales em maio desse ano.

O Treino de Hoje

Um bom exercício para hoje de manhã, enquanto aguardo a resposta de um cliente, seria um verificação dos 12 milhões de manifestantes anti-FARC, em 200 cidades de 40 paises, reclamadas pela biografia do admirável articulador de ciberdissidência novo.

É muito atenção para uma guerrilha de 7.500 militantes, que vive mato adentro no reino da cocaína, e pratica um terrorismo exclusivamente doméstico. Pessoalmente, eu acho difícil me empolgar com a ameaça representada pelas FARC à civilização ocidental enquanto Osama bin Laden — que mandou atacar e matar milhares de nós e centenas de espanhois — continua livre. Porra.

No nível técnico, é um bom pretexto para testar o valor jornalístico de dados robóticos em casos de WHOIS a pessoa virtual de atores duvidosos.

Vamos nessa.

Dados e Dadóides

Millones de Vozes nora num condomínio vertical no IP 72.167.131.154 — também conhecido como p3slh194.shr.phx3.secureserver.net, assim como o prédio na Rua Gal. Médici, 47, fica conhecido como o Edifício Tabajara. É mais classudo. Mora em Miami e fica cadastrado no GoDaddy.

Vizinhos incluem XTREMEPOKER.NET e SUPERBLACKJACK21.COM.

Tem entrada própria na Wikipédia, mas somente 114 referências de outros sites, segundo Yahoo Site Explorer. É pouca repercussão.

Me desculpem. O motor pifou. Preciso de um sonecão.

Acordei. Ora, tem dados contraditórios sobre o volume de trâfego ao sites. Segundo Google Trends, Cato.org tem 15.000 visitas por dia.

O trâfego à Millones é indetectável em comparaçãio– talvez porque os site não se somete a medições públicas como Google. Não parece ter um arquivo robots.txt, porém. Robots.rdf?

Assim indica Alexa, que aliás estima, fundamentado em não sei que, 2,2 milhões de visitas por mes.

Um site tão fundo em termos de conteúdo com pífio grau de repercussão sugere um site moribundo nos termos definidos acima.  Disso, pensamentos mais organizados dia desses.

Anúncios