Fazer o Quê em Caso de Pane? A ARS Magna na Prática

Padrão

O computador
Não sei porque
Ficou infeliz
Fazendo upgreidj …

Eu sonho com uma conexão de rede disponível 101% do tempo e com banda larga o suficiente para pode subir e baixar mamutes numa pisca de olho.

Também sonho com meu recém-falecido gato, Iggy, que está me acordando como sempre fazia, esfregando o cuzinho na minha cara.

Acordo, fico sentado perante a Macunaimáquina, e digito

sudo apt-get upgrade

Duas coisas acontecem.

Primeiro, o robô que vai atualizar meu sistema me informa que o repositório Debian de Campinhas não está mais disponível. Digito

sudo dhclient

e fico sabendo que é preciso descer a escada, desplogar e, após 30 segundos, replogar o rotador para estabelecer a conexão com a Net.

É por isso que eu sou Net …

Segundo, o robô que vai atualizar meu sistema me informa que o repositório Debian de Campinhas não está mais disponível.

Chamo outro robô, acima. Este me informa que o repositório ideal para mim está localizado no estado de Georgia, na costa sul-leste dos EUA.

The Moscow girls make me sing and shout
and Georgia’s always on my mi-mi-mi-mi-mi-mi-mind!

Agora a coisa anda.

Entretanto, descubro que fiz uma merda da analise do análise da aranhação que ando fazendo — chamo-o de Trystero 47. Tem várias indicações disso, entre os quais a ausência de conteúdo em português — que deve ser errado, dado os

grep -c com.br exsites.csv

2.141 pontos com pontos béére e 251pontos org pontos béére no censo de 160.000 site conhecidos — a não falar dos inúmeros blogs entre os 15.611 de BLOGSPOT.COM em português.

Digito

wire-bot-manager --cancel
wire-bot-analysis --link-analysis

ambos comandos muito trabalhosos.

Fazer o quê no entretanto? Assim que eu tenho extratos dos dados básicos, ainda posso fazer bastante coisa.

head exlinks.csv

dá o começo do itinerário de Google Maps e a estrutura abstrata e emergente da rede, por exemplo — a chamada «tabela de adjacências».

Pegamos a Mogi-Bertioga sentido BR-101 (1), onde com uma guinada à direita (2) é possível voltar pela Anchieta (4833) ou a Dutra (4834) …

Dá para começar o «censo de elementos tríplices» utilizando o Pajek.

A extinção do papel de ombudsman pelo UOL, por exemplo: quais as consequências puramente estruturais, segundo a aritmética de intermediários?

Também podemos fazer uma estimativa da população de filantropias dentro de nossa rede, com

grep foundation exsites.csv  >arquivo1.csv
grep fundacao exsites.csv >arquivo2.csv
grep fondation exsites.csv >arquivo3.csv
grep fundacion exsites.csv >arquivo4.csv
grep stiftung exsites.csv >arquivo5.csv

e concatenando os arquivos resultantes.

«Rede» e «red» dão muitos falsos positivos, por serem combinações curtas e comuns, mas o censo de «network» é interessante.

Tenho um diretório dedicado a esse tipo de «semântica de nome de domínio», com buscas sobre

  1. freedom
  2. liberty
  3. liberté
  4. libertad
  5. liberdade
  6. liberal
  7. hurriyya

Institut (199) também é útil, embora muitos empregarem a sigla iALGO.org ou fALGO.org — iFHC, iTV ,iSD, iTUNES.MISES.ORG … fPA.org.br …

O Bicho, Garoto de Pro(pa)g(r)am(n)(d)a

Entretanto, dá para fazer um pouco de planejamento enquanto corre a segunda fase de Trystero 47.

Fig. 1: Ego-estruturas de adnmráveis internautas novas. Moreno explica. Fonte: me esqueço, desculpe.

Tentei pensar em tarefas que aprendi da minha ARS — análise de redes sociais — Magna, o livro dos autores de Pajek:

  1. Aplica o conceito de prestígio como função de densidade social à rinha Nassif-TioRei e as redes nas quais os textos dos dois autores ficam embutidos. Acho as opções estratégicas dos dois bem interessantes.
  2. Identifique algumas relações de mediçaão no SCC — «maior núcleo completo» — de sei lá quantos sites, aguardo o análise certo, mas no primeiro passe foram 11.000 e tantos.
  3. Encima da rota Google Maps de 7.500.000 de documentos conhecidos, faça uma redução e mostre exemplos egocéntricos de representantes, mensageiros, coordenadores, corretores eventuais, e leões de chácara. Faça isso antes de olhar a identidade do site no qual occore a transação, para ver se tal análise seja capaz de identificar AINs — admiráveis internautas novos — de peso.
  4. Do ponto de vista sociocéntrico, veja se pode-se definir elementos definidos intuitiavmente nesse estudo — câmaras de eco, currais eletrônicos, shoppings e comunidades de inovação, MOSCOUs, blocos de eu sozinho, entre outros — mais formalmente. Entes, aliás, non multiplcanda, embora a estratégia de otimização para motores de pesquisa muitas vezes deixa de aplicar a navalgha de Occam — ficando assim tão barbudos quão o Barba, cujos métodos de guerrilha imitam.
  5. Na rede de 1.000.000 de documentos baxiados e indexados, identifique exemplos de táticas virais — também conhecido como «revolução em cadeia» ou «cadeias». Faça a  triangulação dos métodos semânticos e estruturais para isolar cadeias sincrónicas tipo «A repercute boato B que deu no jornal C que baixou o santo da agência D que teve-o dos seguidores [1,2,3,4 … n] de Omega  qno Tiwtterque teve do blog do A, do qual Omega é o verdadeiro autor» e assim se rola a roleta.

Tem trabalho suficiente para a semana que vem, e tanto, descontando labutas remuneradas com as quais sou obrigado a sujar as mãos de vez em quando.

Também hoje: os admiráveis internautas novos

  1. AGROECOLOGIA.INF.BR (ADENAUER.ORG.BR)
  2. BENS.ORG