Novas Interentidades Políticas: Um Censo Parcial

Padrão

Nova e notável de uma coluna no Globo, repercutida no Brasilianas.Org de Luis Nassif:  A rede tucana na Internet.

O perfil da rede de mobilização do PSDB no Facebook recomenda a visita à página do Movimento Endireita Brasil, que defende “uma nova direita no cenário político brasileiro: liberal, ética e democrática”. O MEB questiona: “Por falar em Collor, há equívocos que se perpetuam na História: será que a geração cara-pintada foi espontânea?”. Um dos comentários exibidos na página do MEB diz: “Chega de terrorismo de esquerda, chega de Dilmas plastificadas e de Lulas autistas! Que saudade dos coronéis Ustra e Ubiratan. Morte ao comunismo e aos que o defendem! Viva a direita! Volta CCC Comando de Caça aos Comunistas!”.

Eu defendi nos comentários do blog que, uma vez que as páginas do partido de oposição no Facebook tem pouca participação, estamos fazendo manchetes de campanhas em rede que na verdade não andam tão impressionantes assim.

Mas pode ser engano meu.

A curva de Rogers. Fonte: Wikipédia.

Um internauta tucano no foro principal do partido no Facebook — 1,400 que curtem — aponta uma comunidade anti-situação que reclama 30.000 integrantes –crescendo de 1.000 a 5.000 em apenas um dia, segundo a primeira página.

O responsável é um nome sem sobrenome de Yahoo Deutschland.

Entretanto, tem indícios de entrismo em foros pró-Serra, com a primeiro mensagem no foro na hora que visitamos sendo um laço ao site Pedagiômetro, por exemplo.

A campanha, que reclama de altos pedágios no estado e vive em um condomínio vertical da LocaWeb compartilhado com a ciberentidade do candidato Mercadante, é um bom exemplo de campanhas classificadas como «ideologia/assunto único» pelos observatórios de lobby e política eleitoral.

Não pede voto para nenhum candidato, mas reforça a palavra de ordem «Zé Pedágio», apelido do ex-governador fornecido por Paulo Henrique Amorim de Conversa Afiada. O -ômetro é um gênero muito querido por consultores políticos hoje em dia. O impostometro na esquina com Bryant Park na Rua 42 em Nova York marca uma década de presença como a mãe de todos os ômetros.

Mas que podemos observar mais geralmente sobre a campanha nacional em rede? Para mim, o contraste mais marcante entre as principais facções continua sendo que

  1. A Ciberdilma mora no Brasil, e assina embaixo
  2. O Ciberserra parece mora nos EUA, e ofusca

A assinatura do PSDB continua institucional em vez de pessoal.

É interessante observar que o Endireita Brasil tem assinatura pessoal de alguém que parece realmente existir.

O autor aparece numa busca Google como integrante do Movimento pela Defesa de Advocacia, para tomar apenas o primeiro resultado.

Novas interentidades tucanas, para mim, entretanto, são

  1. REDE.PSDB.ORG.BR, que mora no THEPLANET.COM
  2. REDEMOBILIZA.COM.BR, o que é muito bonito, com atividades criativas interessantes, e mora no MEDIATEMPLE.NET

Já vimos inúmeros campanhas de publicidade hospedadas nesses latifúndios nebulosos de servidores.

Nosso sinal de teste some na zona de hic sunt dracones, segundo o mapa, na Miami.

Eu consigo me cadastrar como eleitor de Rondônia no site.

É lindo. Melhor, não exagera no uso de Flash. É leve e rápido, mas visualmente rico, e tem uma navegação simples e intuitiva.

Algum profissional se orgulhará de inclui-lo no portfolio.

A Mansão de Dilma, Redux!

Eu também achei notável o servidor dedicado do Cíberdilma. Enquanto o partido da candidata mora em condomínio vertical de LocaWeb, a candidata mesma tem casa própria.

A rede do PSDB, entretanto, racha um apartamento com uma interentidade ou inexistente ou desativada, PODVENCER.COM.

Dá para imaginar um site de «podcast» — neologismo estilo portmanteau de «iPod» com «broadcast», ou seja, emissão de aúdio recebida por iPod ou tocador de MP3 em vez de radinho — com tema eleitoral.

Mas não sei.

A Massa Pífia

Descontando a massa crítica alcançada por Eu Não Quero Dilma no Facebook — cuja curva S de adesão me parece uma anomalia estatística, tal como foram os 189.000 adesões à campanha Rafa Define no Twitter em apenas um dia — a rede política não parece estar ficando tão quente assim.

Não sei porque, mas gosto do Yahoo Site Explorer como medida rápida de zumbido. Talvez porque dá um «IN-DEGREE» que pode ser comparado com o número fornecido por BLOGSEARCH, de Google, e por oferecer um arquivo TSV que pode ser baixado e analizado.

O IN-DEGREE, ou seja, grau de repercussão, de MOBILIZAPSDB é uns 2.9 mil.

O do DILMA13, uns 5.4 mil.

Seria interessante fazer um análise dos dois em termos de auto-citação — o Twitter de MOBILIZA repercutindo MOBILIZA — variedade, diversidade e outros fatores.

Talvez mais tarde.