Juventude em Ação: Novos Dados Sobre o Aparelho Anhembi

Padrão

Alguns meses atrás, fiz um análise de um esquema de «dinheiro mole» no qual dinheiro do contribuinte é misturado com dinheiro de filantropias representando empreiteiras militares para promover «movimentos de juventude».

Veja

Descubri o que eu achava ser campanhas de «prograganda guerrilha» clandestina, surgindo da Faculdade Anhembi, parceiro deste projeto no Brasil, em alguns casos financiados com dinheiro do contribuinte brasileiro, por meio de subsídios pagos pela prefeitura e governo estadual de São Paulo.

Interessante observar agora, portanto, que essas ligações — fruto de pesquisas 1.0 sobre as diretorias e fontes de financiamento destes projetos — se confirmam por dados da Grande Aranhação.

Nesse caso, estou achando que a ferramenta Navicrawler — uma aranha-robô para todos nós — roda bem no navegador IceWeasel no meu recuperado laptop x86_64, antineocondominio@127.0.0.1 — acima. Foi a fonte dos dados ainda parciais analisados aqui com Pajek.

A rede em geral tem o formato mostrado. O círculo denso e isolado é a estrutura mundial de Nokia — com General Electric, um dos principais patrocinadores do projeto YouthActionNet.

O dispositivo Key Player — parte do suite de programs UCINET, que dá para ser rodado no Linux pelo emulador WINE — identifica as interentidades mais importantes à coesão da rede:

Um nó de interesse aqui é o NOKIA.SUBMARINO.COM.BR, loja especial do auto-descrito Amazon — .com — brasileiro.

Os sites brasileiros descubertos dentro do componente ligado da amostra, de 169 sites — com uns 900 identificado mas ainda a serem analisados.

41 "http://www.evamaria.org.br"
97 "http://www.nokia.com.br"
109 "http://nokia.submarino.com.br"
152 "http://www.starbucks.com.br"
205 "http://iam.anhembi.br"
245 "http://www.akatu.org.br"
859 "http://www.google.com.br"
860 "http://video.google.com.br"
861 "http://maps.google.com.br"
862 "http://news.google.com.br"
864 "http://books.google.com.br"
865 "http://translate.google.com.br"
866 "http://blogsearch.google.com.br"
867 "http://picasaweb.google.com.br"
869 "http://groups.google.com.br"
951 "http://www.nacao.org.br"
1195 "http://www.centroakatu.org.br"
1196 "http://teste.akatu.org.br"
1197 "http://www.sacodeideias.com.br"
1198 "http://www.sacoeumsaco.com.br"
1199 "http://www.simplesconsultoria.com.br"

Durante um análise de núcleos definidos como «fortes» — a rede é divida entre componentes «fortes » e «fracos», dependendo de se houver uma rota ligando cada nó a cada outro — e dos definidos como fracos, segundo a quantos componentes fortes pertencem — surgiu a firma de estratégia de marketing digital Porter & Novelli, cujo portfolio inclui os clientes seguintes, entre outros.

SXSW é um evento anual importante da indústria de TI na cidade de Austin, estado de Texas. Tenho amigo envolvido na organização. Hewlett-Packard, por várias fundações, financia projetos como Ushahidi, como mostramos ontem.

LG foi um dos patrocinadores da má-fadada campanha ideológica «Cansei».

Lembramos que Sylvan Laureate, multinacional de educação e dono da Anhembi Morumbi, entre outras, no Brasil, é à mesmíssima vez doadora e beneficiada do program YouthActionNet.

O programa IAM — «eu sou» — é o sucursal brasileiro do projeto de marketing YAN, hospedado pela Anhembi Morumbi. O site IAM.ANHEMBI.BR redireciona o navegante duas vezes até chegar no

http://www.youthactionnet.org/index.php?fuse=institutes&scope=national&name=Brazil

Este mora no mesmo servidor de uma enterentidade recentamente posta em observação por este projeto, o aparentemente moribundo JUSTMEANS.ORG, onde várias outras facetas da campanha em rede estão alojados.

Uma busca por meios mais ortodóxos deixa outra impressão.

Esta interentidade mora na rede de Telefônica dentro do Brasil.

Temos aqui um túnel, uma ponte entre jurisdições, parece.

Acima: influxos e influência da YANET dentro da amostra — uma seta apontando outro URL quer dizer que a fonte presumivelmente recebe a força de novas ideias do alvo.

Um reflexo do patrocínio do Departamento de Estado estadounidense ao projeto:

Seria interessante agora fazer um censo do projeto IAM.ANHEMBI para comparar com prévias observações — quando anotamos que a maioria dos projetos subsidiados foram blogs de BLOGSPOT.COM divulgando ações culturais da prefeitura e estado — eventos que também serviam os patrocinadores corporativos como oportunidades de marketing.

Deixa ver o que eu consigo descobrir sem esforço demais.

Seria terrível saber de “blogs sujos”– ou no caso de blogs simplesmente registrando os resultados dos projetos de empreendedorismo social, nem tanto —  pagos por dinheiro do contribuinte e utilizados por fins eleitoreiros.