Haiti é Aqui | O Exército no Alemão de Novo

Padrão

Exército vai montar no Alemão força de paz semelhante à do Haiti , segundo a VEJA

Na verdade, parece que o exército propõe montar tal operação, mas que ainda falta a anuência das autoridades civís.

O comandante do Exército, general Enzo Martins Peri, disse que ainda está em elaboração o desenho da operação, que ocorrerá na segunda etapa da ocupação do Alemão. Mas confirmou que as tropas vão ocupar a parte interna dos complexos do Alemão e da Penha, com função de polícia – tarefa de patrulhamento e poder para vasculhar casas, se necessário.

Parece que o correto seria dizer “podia acontecer,” no entanto.

Ele acredita que a Força de Paz estará pronta para atuar a partir de 15 de dezembro. Mas acentuou que a decisão sobre o assunto cabe ao governador Sérgio Cabral, juntamente com o ministro da Defesa, Nelson Jobim, e as forças militares.

No Brasil, cabe às Forças Armadas decidir seu próprio papel constitucional? Ainda?

Parece que Jobim vai ficar.

Muitos dos homens que participam da ocupação do complexo já estiveram no Haiti, e poderão participar do treinamento dos demais. Tropas de outros estados poderão ajudar na ocupação.

Após o grande sucesso das eleições haitianas recentemente, com o apoio de MINUSTAH e USAID, mal possamos aguardar.

O lobby dos militares — «Haiti é aqui» — vem de longa data e tem tido apoio amplo no Estadão e O Globo em especial.

Tamanho entusiasmo para tratar o cidadão brasileiro como o inimigo interno. Vix, nós realmente não estamos mais no Kansas.

A pesquisa de IBOPE sobre os acontecimentos recentes mostram uma crença meio contraditória: aprovam a participação dos militares mas acham a polícia capaz de fazer o policiamento.