USAi(Pa)D

Padrão

Trabalhador da agência com sua máquina mágica. A questão agora é de preço, uma vez que concorrentes oferecem máquinas equivalentes a 40% do custo.

USAID faz exceção à FISMA para iPads: a manchete é de FierceGovernmentIT.

Muitos servidores da USAID — a «U.S. Agency for International Development»  — estão trabalhando com iPad. O fato recentemente virou motivo da raiva de Hillary Clinton quando sentava ao lado de uma autoridade da  USAID durante um vôo, segundo o portavoz da agência, Jerry Horton.

Clinton quis saber porque uma autoridade da USAID official podia ter um iPad enquanto os diplomatas ainda não podem. A resposta consiste em uma série complicada de exceções. “É dificil por todos os pingos sobre todos os is,” disse Horton, admitindo que nem todos os aparelhos da USAID são certificados e acreditados sob a legislsação vigente, a FISMA o Lei da Gestão de Segurança de Informaçãoes Federais.

Segundo o porta-voz, o trabalho da agência não necessita o mesmo nível de segurança de alto risco e portanto as regras são mais frouxas.

Na mesma edição hoje, a Google descobre que a sua caixa de ferramentas de serviços em rede para o governo federal também lhe falta a certidão FISMA.

“Dia 10 de dezembre de 2010, assessores jurídicos do governo federal tomou consciência que, embora as representações da empresa ao grande público, o pactoe Google Apps for Government não possui a certidão de FISMA,” segundo autoridades da Justiça.

A fato atraiu atenção ontem durante uma oitiva da subcommissão sobre segurança nacional nas áreas de informação e segurança internacional.

Uma versão desse Google App Pro Governo passou os testes em julho do ano passado, mas o pacote atual é novo, diz.

“Ao produto falta a certidão da FISMA, mas grande parte dele é construido de componentes que já vem certificados,”  observou analista do IDC Government Insights.