Caiu a Ficha de Oréstes Quercia!

Padrão

Estou desperdiçando tempo aqui hoje de manhã quando cai a ficha.

Especificamente, estou tentando entender como aperfeiçoar o uso da ferramenta Wandora. Minha amostra é uma coletânea de empresas de mídia, entre estas o DCI, que eu sabia antes pertencia ao Panorama Brasil.

Mas quem é essa Panorama Brasil? É — era, Deus o abençõe — o Quércia, por meio de um grupo econômico que recebe amiúde cobertura favorável nas páginas do último jornal no País que ainda aguenta o Sebastião Nery! O grupo, chamado de Sol Paranamy, inclui, ou contrata, estou meio confuso, uma agência digital, o Estúdio Copacabana.

Falando em politicos proprietários de mídias que não querem perder esse privilégio de facto apesar da sua não, ou anti-, constitucionalidade …

Foi o seguinte: deixei uma nota no blog que mantenho sobre questões mais técnicos sobre o problema perenne, “Quem é Dono de o Quê, e Qual a Sua Participação?”

Quer dizer, eu quis saber se fosse possível modelar um setor econômico ao nível de detalhe dos sócios e a proporção e valor das suas participações? Por exemplo, um banco detem 1% das ações de uma empresas mas não pode ser defenestrado do equipe executivo dela.

Seria muito útil no meu ramo.


O truque é a criação das chamadas redes de dois modos — «two-mode networks» —  no qual temos, não simples João apontando Henrique, mas explicando porque faz isso. “Eu devo dinheiro a Henrieque» ou «eu acho Henrique seria bom prefeito», qualquer valor semântico além da simples estrutura do laço.

Acima, por exemplo, o fato de que a empresa nomeada publica um jornal explica o laço entre os dois.

Mas dados são difíceis de colher. O exemplo famoso é o cara que queria saber se houvesse organizações emergentes entre damas de alta sociedade que frequentavam chás.


As colunas signficam eventos enquantos um valor positivo asinala que a referida dondoca assistiu.

Eu fiz algo parecido com o Instituto Milennium:

Sem se explicitar nos estatutos do Instituto de Pensamentologia, a presença de familiares, empregados, asseclas e cortesãos da clã Marinho é uma tendência que salta aos olhos.

Agora, voltando a Quércia. Um dos pontos cegos dos muitos que tenho é a memória desse político bonitão e carismático cuja carreira, que eu consigo saber, acabou em merda.

Estava pensando que um área deixada aberta no banco de dados para qualquer tipo de texto seria um bom lugar pra armazenar, digamos, os 50% que a Globo tem do Valor Econômico S.A.

Enquanto mexia com isso, descobri que podia aplicar ferramentas de análise de texto e a derivação de novos tópicos com facilidade razoável. Infelizmente, só funciona no inglês, ba, tchê.

Felizmente, após adquirir uma marca norteamericana, o site do Grupo Sol Panamby botou uma página em inglês razóavel no sítio dele. Opa, eu não sabia que TVB era do mesmo grupo e afiliada com a SBT.