«O Rodoanel Não Atende Mais a Qualquer Necessidade do Mundo Real »

Padrão

Me diga outra vez?

Assessora da Secretaria de Transportes e Logística do Estado de São Paulo, Karla Bertocco, afirma que o projeto do Rodoanel está sendo reavaliado, uma vez que perdeu sua função inicial.

O projeto iniciou-se em 1987.

Se tivesse seguido o cronograma, talvez não tinha aparecidos os jeitinhos que hoje o faz desnecessário.

Segundo a assessora, o Rodoanel — que previa o transporte majoritário de cargas — acabou perdendo sua função inicial.

Não me leve a mal. A moça está sendo honesta conosco e levando ao público uma lição dura, o que conta por muito.

O que preocupa é a afirmação de que mais dinheiro terá que ser gasto.

Estamos revendo o Rodoanel porque as pessoas estão usando o canal como uma Avenida 23 de maio e a nossa expectativa era que fosse majoritariamente para transporte de carga“, sinalizou Karla. O investimento somente nos canais rodoviários não serão suficientes. A previsão é de um aumento de R$ 13 bilhões em ampliações de rodovias, duplicação e melhorias no traçado.

Vou deixar com vocês os comentários, ácidos, alguns, sobre o desperdício por causa da demora toda.

Nada disso seria tão chato, porém, se o projeto não tivesse sido utilizado como pano de fundo político no ano passado — pano utlizadao para encobrir o projeto quando de vez em quando entrou em colapso. Era para ser a porta-aviões de uma frota política, até virar seu HMS Titanic.

A melhor coisa seria dar a cada membro da população um disco voador pessoal, tipo um Segway mas que voa. Assim, podia se deslocar desde qualquer ponto do estado até qualquer outro ponto, sem pensar muito nas leis da física nem a dureza dessa terra da garoa.

Anúncios