«A origem nebulosa do grupo hacker LulzSec» | O Globo

Padrão


Quem será o homem de chapéu negro?

Por enquanto, simplesmente anoto essa apuração do Globo, para comentar depois.

LulzSec Brazil, grupo que vem atacando os sites ligados ao governo brasileiro, é inspirado nos hackers que ganharam as manchetes mundiais no mês passado. O Lulz Security Group, mais conhecido como LulzSec, já fez ofensivas à poderosa agência americana CIA, à Sony, à rede de TV Fox e à polícia britânica. Esses ataques resultaram, em sua maioria, em retiradas temporárias do ar e na divulgação de credenciais dos usuários.

Os alvos não sugerem uma ideologia fixa.

Na segunda-feira, pelo Twitter, o grupo disse que procurava invadir sites de governos para vazar informações confidenciais. Na sexta-feira, no entanto, afirmara que ataca sites por diversão e para alertar as pessoas que suas informações pessoais não estão seguras nas mãos de companhias de internet.

O nome é uma combinação da palavra “lulz”, uma gíria para “laughs” (risadas), e “sec”, de “security” (segurança). Mas ninguém sabe ao certo a origem e a dimensão do LulzSec. Peritos em segurança on-line que pesquisaram a origem do grupo dizem que ele emergiu do Anonymous, que ficou famoso por atacar empresas e instituições inimigas do WikiLeaks, de Julian Assange. O Anonymous também atacou a Sony e governos por todo o mundo que considerou opressivos.

Não há como verificar se existir algum grupo coesivo chamado de Anonymous ao qual esse atos podem ser atribuidos.

Tal Be’ery, chefe da equipe investigação na rede da empresa de segurança eletrônica Imperva, fez um perfil do LulzSec com base no próprio trabalho e em informações de domínio público.

Segundo esse perfil, o LulzSec parece ser um ‘suproduto’ oriundo da organização Anonymous, em busca de independência. A evidência que embasa isso é que os mesmos apelidos foram usados nas discussões do Anonymous, no início deste ano, e do LulzSec agora. As formas de comunicação entre o grupo e de divulgação também são as mesmas. Ambos compartilham métodos de hackeamento.

De acordo com a Imperva, os principais membros do LulzSec seriam: Sabu (aparentemente, o líder); Nakomis (escreveria os códigos); Topiary (cuidaria das finanças, lidando com donativos e pagamentos dos serviços); Tflow e Kayla (hackers); Joepie91 (administrador do site); Barrett Brown (porta-voz, mas já declarou que não é membro do grupo); Avunit (de função não identificada).

via A origem nebulosa do grupo hacker LulzSec | O Globo.

Anúncios