Tablóides | «Ich Bin Ein Berliner»

Padrão

Eu fico de olho nos trabalhos da consultora Innovation Media Consulting,um inovador impressionante tanto pelos clientes que cita — e não cita, sendo meio receoso de divulgar a relação com muitos clientes — quanto pela qualidade do pensamento fundamental a seu modelo de gestão — uma área onde se ouve basante nonsense, não ouve-se?

Dois jornais brasileiros que reinventaram e relançaram-se com os conselhos da   INNOVATION viraram líderes absolutos em tempo recorde.

O Correio de Bahia in Brazil cresceu 138% no ano passado com uma circulação de mais que 60 mil..

Parece que esse jornal pertence ao grupo Globo — alguns do jornais do qual já apresentaram reimaginações nos últimos anos.  Na verdade, ambos os jornais viraram tablóides meio feiosos, em um primeiro momento.

Acima, o Correio desafia seu concorrente principal, A Gazeta da Bahia.

A Tribuna, de Vitoria, também deixou os concorrentes atrás com uma circulaçãio de 90 mil por dia.

Os dois demoraram apenas três anos para chegar na lista dos dez mais vendidos jornais de qualidade no Brasil.

Ambos foram guiado pelo processo por INNOVATION, um processo que incluiu a mudança para o formato Berliner, no qual “menos é mais”; um estilo gráfico mais moderna; e um conceito editorial radicalmente novo, além de estruturas pela construção de capas emocionantes e poderosas.

Ambos trabalham agora com uma operação integrada de multimídia, tanto editor como comercialmente.

Estou comentado meio en passant, mas dia desses eu gostaria aprender mais dos métodos dessa empresa fascinantes. O seguinte, por exemplo, um diagrama do fluxo de trabalho de uma redação multimídia.

Parece descrever uma “câmara de eco” no qual informações passam por várias intermediações — os wires –AP, Reuters, e coisa e tal — blogs, relações públicas, e o trabalho de jornalista, antes de chegar à escrivaninha do editor.

Mas não tenho certeza sobre o que pretende-se ilustrar aqui. Me escreva, Inovadores, dê-me entrevista!