Sim, É Assim Que Se Faz | GGN

Padrão

alberto_vilas
Fonte: GGN

Ao menor sinal de fumaça, o PSDB e procuradores representam contra Lula e o partido. Mas doze anos de poder não ensinaram à direção do PT a administrá-lo como a um partido nacional, com estrutura jurídica capaz de montar estratégias de ataque e contra-ataque.

O MPF só atua provocado. Há os casos de procuradores que atuam de ofício – isto é, por iniciativa própria, baseados em fatos divulgados pela mídia.

Ou pior, baseados em fatos divulgados sub-repticiamente à mídia — sempre em «off» — em um tipo de «lavagem de credibilidade».

Lembre-se do episódio de 2006, vésperas da eleição: Negociação de um off gravado por um repórter, acho, do Estadão.

Um agente da PF, Edmilson «Bruno Surfistinha» Bruno forneceu fotos do gênero «montanha de grana» aos jornais e TVs num beco nos fundos do prédio da PF.

Entrando com uma representação, o MPF é obrigado a distribuir o pedido, que é analisado por um segundo procurador, para saber de sua admissibilidade. Esse prerrogativa tem sido usada reiteradamente  contra o PT, com o uso abusivo de representações baseadas em boatos ou em factoides plantados pela mídia.

Sim, mais em certos casos fica difícil saber quem está fazendo uso de quem.

Fonte: Um conselho precioso do Ministro Cardozo | GGN