Sobre o Bicho-Preguiça

Página

Sou Colin «Zé Bú do Trombone» Edward Brayton,  jornalista, escritor e tradutor de Brooklyn (com ypsilon), NY, EUA, morando aqui na Samboja com aquela patroa paulistana minha (querida), a Mina de Letras. Tenho homônimo que é estudante em California, bem mocinho, e sem o «Edward». Livro o cara dele de qualquer culpa pelo conteúdo desse blog.

Temos cinco gatos. E três cachorros.

Antigamente eram 10 gatos, mais a Prefeitura envenenou o côrrego sem avisar ninguém e rolou o Grande Massacre de Gatos de 2007.

Quem Sou Eu? Um Operário de Palavras

No momento, aguardando meu visto de permanência no Brasil — parece eternamente adiado — estou fazendo umas frilas que mando de volta aos EUA pela Internet. Reportagens e traduções sobre relações com investidores, convergência internacional de padrões de contabilade e gestão de risco, fusões e acquisições, e tecnologia, entre outros assuntos, para inglês ver.

Sou passado revisor-chefe da revista Internet World e redator-chefe permamentemente interino — até fugir pro Brasil — do semanário Securities Industry News.

Meu sonho e virar crítico profissional de charutos, com destaque para a nova geração de baianos: Siboney — adoro os 25 Minutos — Monte Pascoal — tanto o Robusto quanto o Belicoso altamente recomendados — e outros. Não recebi jabá nenhum para dizer isso. De gustibus non disputandum, né?

Também edito o New World Lusophone Sousaphone — traduções apressadas da imprensa local também para inglês ver.

Piled Higher and Deeper

Sou mestrado e doutorando — matricula permanentemente trancada — em Literatura Comparativa da Universidade de California, Berkeley. Especialidades:

  1. A Peninsula Ibérica pré-Reconquista (árabe, romance, kharjas)
  2. Filologia e retórica comparativa
  3. A historia da historiografia

Sou dono do domínio virtual boizebueditorial.com. É site futuro de uma empresa ainda fictícia — preciso de RG, pelo qual preciso dos documentos da PF e Itamaraty — de tradução e outros serviços de engenheria semântica e léxica.

O site é hospedado em Inglaterra só porque o hóspede, LunarPages, e bom e bem barato.

Não sei porque meu nome não aparece no registro. Não foi a minha intenção esconder no anonimato, juro.

Entre em contato: cbrayton arroba boi zebu editorial ponto com (tudo junto).

Faça um copy desk no meu Portuguêx execrável. (Vou adicionar uma página separada de contatos, para facilitar o comércio no livro mercado de ideias.

A Biblioteca do Bicho

Os livros presentes na minha mesa de trabalho hoje, graças à faxineira, que colocou as coisas em ordem — e por isso não consigo achar mais nada:

  1. Rubem Fonseca, O Seminarista
  2. Carlos Moraes, Desculpem, Sou Novo Aqui
  3. Finance (Barron’s Business Review Series)
  4. Webster’s Portuguese-English Dicitionary
  5. Charles Sanders Peirce, Collected Papers, Vols I & II
  6. The Chicago Manual of Style
  7. Uma gramática metódica da língua portuguesa
  8. Quatro Rodas, Ruas São Paulo 2009
  9. Harris, Trading & Exchanges (autografado pelo autor)
  10. Hans Wehr, Arabic-English Dictionary
  11. Rubem Fonseca, Contos Reunidos
  12. Gilberto Freyre, Novo mundo nos trópicos
  13. Bruce Sterling, The Zenith Angle
  14. Brandenburger & Nalebuff, Co-opetition
  15. Domingo Meirelles, As Noites das Grandes Fogueiras
  16. Stieg Larssen, Os Homens Que Não Amavam as Mulheres (Millenium Vol I de III)
  17. Scott Cutlip, Public Relations History
  18. Aparício Fernandes, Trova no Brasil
  19. The New Oxford Guide to Writing
  20. Branch & Ray, Bankruptcy Investing
  21. Eduardo de Almeida Navarro, Método Moderno de Tupi Antigo
  22. Richard K. Morgan, Market Forces (romance)
  23. Guia prático do português correto, Vol. 3
  24. Eduardo Galeano, O livro dos abraços
  25. Mateo Alemán, Guzmán de Alfarache
  26. Cockburn & St. Clair, End Times: The Death of the Fourth Estate
  27. The Oxford Companion to Classical Literature
  28. Clifford Geertz, Local Knowledge
  29. Von Wright, A Grammar of the Arabic Language
  30. Estado de S. Paulo, Manual de redação e estilo
  31. Bruno Lima Rocha, O grampo do BNDES
  32. Joseph Brodsky, A Part of Speech (poesia)
  33. McCrary, Hedge Fund Course
  34. José Venâncio de Resende, Construtores do Jornaliso Econômico
  35. Didier Coste, Narrative as Communication
  36. Lanham, A Handlist of Rhetorical Terms
  37. Manuel Castells, End of Millenium
  38. Walter Mosely, Fearless Jones (romance)
  39. Alex Berenson, The Faithful Spy (romance barato, tipo banca de aeroporto)
  40. Jeff Noon, Nymphomation
  41. E.R. Curtius, European Literature and the Latin Middle Ages
  42. Joseph Stieglitz, Globalization and its Discontents
  43. V. Propp, Morphology of the Folktale
  44. Kurt Rudolf Mirow, A Ditadura dos Carteis
  45. Rudy Rucker, Gnarl! (contos)
  46. Robert Harris, Imperium (romance)
  47. Nelson Rodrigues, A Cabra Vida
  48. Alfredo Bioy-Casares, Historias fantásticas
  49. José Saramago, Ensaio sobre a lucidez
  50. Jorge Amado, Os Subterrâneos da Liberdade, II Tomo
  51. Michael Mann, Fascistas
  52. The Book of Common Prayer

4 comentários sobre “Sobre o Bicho-Preguiça

  1. Abel

    Saudações!

    Sou um ex-editor da Wikipédia lusófona. Deixei de editar ali por questões de política (interna, nada a ver com a política brasileira, da qual sempre mantive cuidadosa distância dentro da Wiki), mas, após algumas horas lendo os textos do seu site sobre as relações incestuosas do Cato Institute e do Instituto Millenium, resolvi dar uma olhada na Wiki e não achei nenhum artigo sobre ambos – porém, um artigo chegou a ser criado (e foi depois excluído por votação), adivinhe – pela Coordenadora de Redes do Millenium, Anita Lucchesi. Dê uma olhada na página de discussão dela: http://pt.wikipedia.org/wiki/Usu%C3%A1rio_Discuss%C3%A3o:Anita_Lucchesi.

    Voltarei para ler mais. Gostei do seu blog🙂

    Abel (é um acrônimo do meu nome real)

  2. Edelmar

    “O site é hospedado em Inglaterra só porque o hóspede…”
    you mean ‘servidor’, or ‘host’ (English term used in Brazil), not ‘hóspede’. Hóspede = guest.
    “O site é hospedado na Inglaterra só porque o servidor…”

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s