Daily Telegraph | Alta Finança, Baixo Jornalismo?

Padrão

crossword

Os donos do jornal Daily Telegraph conseguiram um empréstimo de £250m do HSBC para um segmento do seu império que estava dando mal, pouco antes de um episódio no qual jornalistas do jornal foram
“desencorajado” de publicar matérias crítics ao banco,
o Guardian descubriu.

O timing do empréstimo à Yodel, uma empresa deficitária de entregas dos irmãos Barclay, levanta nova questões sobre a influência do lado commercial do jornal sobre a cobertura jornalística do banco, o Guardian descobriu.

Empréstimo de £250 million

O negócio foi fechada dia 14-12-12, segundo documentos da empresa. Peter Oborne denunciou essa semana que, depois disso, houve uma transformação no que trata de cobertura do  Banco no começou de 2013.

Os documents mostram que Sir David e Sir Frederick Barclay foram obligados a fornecer uma garantia pessoal como colateral adicional para receber a linha de crédito.

O juízo jornalistico do jornal foi deixado em dúvidas por Oborne, que denunciou o jornal por “fraudeando seus leitores,” numa ácida carta de demissão.

Em particular, denuncia que a cobertura do banco HSBC mudou desabridamente dentro de apenas. “A partir do início de 2013, jornalistsas eram disuadidos a fazerem matérias críticas ao banco.

Peter Oborne: O que testemunhei é algo inédito num jornal de «qualidade»

Yodel refinanciou nos meados de dezembro de 2012 com o maior banco de Europa. Como colateral, o banco se apoderou de quase todo a empresa — o que quer dizer que o banco possa se apoderar a empresa de entregas se este der calote.

O novo empréstimo de HSBC loan foi usada a pagar para repagar empréstimos pendentes com a Lloyds Banking Group. A Yodel tinha perdida £112m no primero semestre de 2013. Documentos da Yodel indicam um balanço de empréstimos de £242m proviented desses empréstimos até aquele ponto, inexistem novas declarações desde então, sugerindo que a montante foi repago.

Contatado pelo Guardian, a family Barclay não quis falar do empréstimo, mais uma fonte íntima desafiou a noção que a cobertura do Telegraph pode ter sido influênciada por causa de tal empréstimo. A fonte também apontou que os negócios da family envolviam muitos empréstimos com um grande número de bancos.

Anúncios